Minha Gravidez

Olá

O post hoje é para contar um pouquinho da minha gravidez... Como já havia contado no IG do blog, estou grávida!!! É maravilhoso, um momento lindo, mas vou contar tudinho para vocês desde o início.

Em Julho do ano passado, eu e meu marido decidimos parar com o anticoncepcional e começar a tentar engravidar. Tenho 32 anos e tomo anticoncepcional desde os 17 anos. Então, imaginei que levaria pelo menos uns 6 meses para conseguir engravidar. Para minha surpresa, no final de Agosto a menstruação atrasou e vi o positivo no exame de gravidez. Foi uma felicidade imensa! Era o primeiro filho, primeiro neto de ambas as famílias, primeiro bisneto.
Então fiz a primeira ultra e pelo tamanho do feto, estaria com 5 semanas e não foi possível ouvir os batimentos cardíacos. Naquela ultra meu coração já ficou apertado porque pelas contas da última menstruação eu deveria estar com mais de 6 semanas. Mas a médica informou que com esse tempo é normal não ouvir os batimentos e que posso ter engravidado mais tarde e por isso a conta não batia.
Já na consulta com a ginecologista, recebi uma lista com diversos exames de sangue para realizar, exame de urina, e a prescrição de algumas vitaminas. Quando fui realizar os exames de sangue, descobri que alguns exames não eram cobertos pelos planos (tenho Amil e Sul América) e eu tive que pagá-los. Esses exames, que me custaram aproximadamente 950 pratas, eram exames genéticos para identificar qualquer alteração que pudesse aumentar as chances de eu sofrer eventos trombóticos durante a gravidez.
Quando saiu o resultado, eu tomei um susto: Cardiolipina IgM Indeterminada, Gene da Protrombina 20210 G/A Heterozigoto e Gene MTHFR C677T Homozigoto. Pesquisei na internet e liguei para a médica na mesma hora. A ginecologista me falou para iniciar com AAS Infantil imediatamente e procurar uma hematologista, porém me adiantou que provavelmente eu teria que tomar enoxaparina sódica (injeção).
Na hematologista fiquei sabendo que possuo trombofilia hereditária devido às mutações nos genes da protrombina e MTHFR e adquirida, pela alteração na Cardiolipina. A trombofilia se caracteriza por promover alterações na coagulação do sangue que resultam num risco maior de tromboses. Na gravidez, esse risco aumenta ainda mais e pode afetar a mamãe e o bebê. Fiquei preocupada, meu marido também, haviam tantos riscos, tantas dúvidas.... Mas iniciamos o tratamento com as injeções de enoxaparina sódica. A médica explicou que eu vivi a vida toda com riscos sem saber: anticoncepcional, viagens de avião longas, cirurgias. Todos esses eventos trazem riscos para a pessoa com trombofilia, e eu passei por tudo isso sem tratamento ou prevenção. Graças à Deus, nunca sofri nenhuma trombose. A doutora também informou que por eu possuir 2 tipos de trombofilias hereditárias, meu pai, minha mãe ou até mesmo os 2 também possuem trombofilia.




Sai da consulta com a hematologista ainda digerindo toda aquela informação e com a medicação prescrita: 1 injeção de enoxaparina sódica 80 mg por dia, todos os dias, até 45 dias após o parto. Estava assustada, mas fiquei mais assustada quando descobri que cada injeção custava aproximadamente 50 reais. A doutora me deu algumas injeções para iniciar imediatamente o tratamento e nós começamos a busca para comprar as outras.
Infelizmente quando fui fazer a segunda ultra para verificar os batimentos cardíacos do feto, quando eu deveria estar com 9 semanas, descobri que havia tido um aborto retido com 8 semanas e que meu bebê havia parado de se desenvolver. Meu mundo caiu. Passei por uma AMIU em Novembro do ano passado e orei muito para que Deus acalmasse meu coração e confiei que tudo aconteceria quando Ele desejasse.
Em Janeiro deste ano veio minha primeira menstruação após o procedimento e a ginecologista liberou para tentarmos engravidar de novo. Para minha surpresa, no início de Março, ainda sem atraso na menstruação, fiz um exame de urina e 2 linhas apareceram. Não acreditei! Corri pra fazer o exame de sangue e lá estava o POSITIVO!!! Fiquei numa mistura de felicidade e medo. Meu marido não conseguiu esconder a preocupação quando eu contei a noticia. Desta vez, por cautela, preferimos só contar para a nossa família até que passasse os 3 primeiros meses.
Nesse período em que perdi o bebê, fiz o procedimento e engravidei de novo, nós começamos a comprar e fazer um estoque de injeções porque eu sabia que quando engravidasse de novo, precisaria tomá-las novamente. Então quando saiu o POSITIVO, iniciei com as injeções e o AAS infantil imediatamente. Foi muito bom ter descoberto a gravidez com 3 semanas porque o tratamento foi iniciado bem no início da gestação. Nessa época também, já fazia parte de um grupo de Trombofilia no facebook e já conhecia mais sobre a doença, já tinha ouvido muitas histórias, e com o POSITIVO em mãos fui em busca de doações de injeções. No grupo me senti acolhida, é incrível como essas mulheres são guerreiras, queridas, elas compartilham suas histórias, dividem sua dor, amparam as outras mamães! Só quem passa por tudo isso entende a outra e compreende tudo que envolve a gestação com trombofilia. No grupo consegui doações de enoxaparina sódica, e graças às mamães solidárias, já tenho injeções para utilizar até a metade da gravidez. Até agora só precisei comprar 1 mês de injeções. Eu não tenho palavras para agradecer cada gesto de amor, cada doação, cada palavra amiga, cada mensagem de preocupação que recebi dessas mamães!!! E todos os dias quando oro por mim e pelo meu bebê, oro por todas elas também!
Continuando... Na primeira ultra, este ano, eu estava tão nervosa, tão nervosa, que eu não conseguia pensar. Como meu marido estava viajando, meu pai me acompanhou, mas pedi para entrar sozinha na sala do exame. E chorei muito quando vi meu bebê na telinha, pequenino, mas estava lá, com o tamanho certinho pra idade dele (5 semanas) e com o coraçãozinho já a todo vapor. Foi a maior emoção da minha vida! Senti um alivio, um amor, uma paz!



E assim estamos seguindo... Na segunda ultra com 9 semanas, o feto já estava maior e o coração estava mais acelerado. Na semana passada, fizemos a tão esperada e temida ultra de 12 semanas. Nela é verificada alterações para identificação de alguma possível síndrome. Mas, para nossa completa felicidade, nosso bebê esta ótimo e saudável. Que presentão de dia das mães!!!



Escrevi esse post enorme para contar toda a minha história para vocês e poder ajudar pessoas que possuem a mesma doença que eu. Sigo com as chamadas “picadinhas do amor” todos os dias e o AAS Infantil. Faço exames de sangue regularmente para acompanhar a coagulação do  sangue, serão necessárias ultras com doppler para acompanhamento do fluxo sanguíneo com o bebê e sigo rezando muito pra Deus cuidar de mim e dele.
É uma doença que poucas pessoas conhecem, os exames de sangue para detectar trombofilias hereditárias não são cobertos por nenhum plano pois não são exames obrigatórios na lista da ANS, as injeções de enoxaparina não são baratas, mas tudo isso vale para termos nosso bebê saudável em nosso braços após 9 meses de gestação.
Na próxima semana, vou na defensoria pública dar entrada no processo para tentar retirar as injeções gratuitamente pelo governo. Se der certo, informo o procedimento detalhado e os endereços para quem quiser ir lá também dar entrada.
Quem tiver dúvidas, perguntas, quiser saber mais alguma coisa, pode comentar aqui no post  que eu respondo o que e souber e o que não souber vou atrás da informação para vocês.
Beijos,
Ana Salomão

Compartilhe:

4 comentários:

anonimo disse...

Olá ana
Descobri que tenho trombofilia
Estava lendo seu post e gostaria de saber sobre a possibilidade do estado dar a medicação, vc conseguiu?

Ana disse...

Oi

A tutela saiu e consegui sim retirar pelo estado. Você também é do Rio?

Vou fazer um post explicando como dei entrada para ajudar quem precisar.

Mas se quiser alguma ajuda, me mande e-mail que te respondo.

Beijos, Ana

Italo Vieira Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristiane Souza Leandro da Silva disse...

Olá de uma passadinha na minha comunidade, obg
https://www.facebook.com/querosonharmaisumsonho

Real Time Web Analytics